HORÁRIO DE ATENDIMENTO SEG À SEX:
DAS 9H ÀS 17H
Sindicato dos Bancários de Paranaguá

Insegurança nas unidades de negócios do Bradesco

07/11/2023
/
420 Visualizações

Os problemas são preocupantes e vão de tentativas a assaltos propriamente ditos, além de agressões físicas e verbais contra os funcionários. As ocorrências não podem virar rotina.

Não é de hoje que o movimento sindical alerta para a insegurança das UNs (Unidades de Negócios) do Bradesco. Os problemas são preocupantes e vão de tentativas a assaltos propriamente ditos, além de agressões físicas e verbais contra os funcionários. As ocorrências não podem virar rotina.

Para reduzir custos com segurança e vigilância, o banco negligencia com a proteção dos bancários e clientes. O Bradesco transformou diversas agências tradicionais em UNs, mas ignora a falta de segurança dos locais, que não possuem vigilantes e porta giratória com detector de metais.  

Um exemplo recente aconteceu em Itiúba, no norte do Estado da Bahia. Os funcionários passaram por momentos de terror durante uma tentativa de assalto. Os bandidos ameaçaram os trabalhadores e familiares, para que abrissem os caixas eletrônicos. Mas, os bancários não têm chave do equipamento e nem acesso ao dinheiro. As máquinas são abastecidas por empresa terceirizada de transporte de valores.

O Sindicato está preocupado com falta de equipamento de segurança nas UNs e nas outras agências. Na unidade da Barros Reis, em Salvador, duas bancárias foram sequestradas, causando trauma nas trabalhadoras. Uma cliente também foi assaltada enquanto fazia operações no caixa.

Teve ainda o caso do correntista que quebrou todo o local e foi contido por policiais, além de diversas outras ocorrências de agressões físicas e verbais. O Bradesco precisa rever o formato de unidade bancária e investir na segurança efetivamente. (Fonte: Seeb Bahia)

Notícias FEEB PR

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS