HORÁRIO DE ATENDIMENTO SEG À SEX:
DAS 9H ÀS 17H
Sindicato dos Bancários de Paranaguá

Santander demite e Justiça reintegra Tânia Belém, diretora do Sindicato do Rio

30/08/2023
/
703 Visualizações

Tânia Belém mostra a decisão da Justiça, rodeada  por diretoras, diretores e funcionárias do Sindicato

Numa decisão importante para a democracia e para a representação sindical, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro determinou ao Santander a reintegração imediata ao trabalho da diretora do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Tânia Belém. A dirigente faz parte da diretoria do Sindicato, eleita pela categoria e que tomou posse na gestão 2021 a 2025 e, como diretora, tem direito à estabilidade, não podendo ser demitida.

A decisão da juíza Adriana Malheiro Rocha de Lima, titular da 1ª Vara do Rio de Janeiro, acolheu pedido de tutela de urgência na ação formulada pela advogada Natália Miranda, da Secretaria de Assuntos Jurídicos do Sindicato. Outro motivo que embasou a reintegração foi que Tânia, quando demitida, voltava ao trabalho como reabilitada pelo INSS, sendo por isto, nula a sua demissão.

José Ferreira, presidente do Sindicato, comemorou a decisão. “O Santander é derrotado novamente em sua prática antissindical, desta vez com a reintegração da nossa dirigente Tânia Belém, através de ação judicial, depois de processo de luta do Sindicato. Agora, ela volta a exercer plenamente o mandato sindical conferido pela categoria que a elegeu, mandado este que tem que ser respeitado”, afirmou.

Vitória da democracia
Ferreira ressaltou ser uma vitória do Sindicato, mas também de todos os bancários e bancárias, que conhecem e admiram o trabalho da Tânia. “É também um repúdio a esta prática que merece por parte do Judiciário um maior combate. Esperamos que o Santander não faça como em outras reintegrações em que enrolou para não cumprir a determinação judicial”, alertou.

Tânia Belém também comemorou. “Tenho orgulho de fazer parte de um Sindicato forte que com muita firmeza cuida dos reais interesses de todos os bancários”, afirmou. Edelson Figueiredo, diretor da Secretaraia de Saúde do Sindicato, destacou que a demissão de Tânia foi um ataque a todo o movimento sindical e que o Judiciário fez justiça ao anular a demissão ilegal da dirigente sindical, democraticamente eleita pela categoria bancária. (Fonte: Seeb Rio)

Notícias FEEB PR

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS