HORÁRIO DE ATENDIMENTO SEG À SEX:
DAS 9H ÀS 17H
Sindicato dos Bancários de Paranaguá

Qual o melhor dia para procurar emprego no Brasil?

22/09/2022
/
106 Visualizações

Segundo especialistas, além da preparação de um bom currículo, há também uma janela de tempo ideal para que oportunidades sejam vistas; confira também dicas para conseguir uma vaga rápido (Por Felipe Siqueira) - foto Paulinho Costa feebpr - 

Será que existe um melhor dia para procurar emprego no Brasil? O Estadão fez um levantamento para tentar responder essa pergunta. Com base em dados da plataforma Google Trends, que mapeia o comportamento de buscas no Google, foi possível perceber que os maiores volumes de procura pelos termos “emprego”, “trabalho” e “vagas” acontecem no início da semana útil, entre segunda e terça, com um volume ainda razoável às quartas. Nos outros dias, de quinta a domingo, as buscas caem vertiginosamente.

Paralelamente, o site especializado em emprego Vagas.com realizou um estudo dentro da própria plataforma e chegou à conclusão de que as empresas que estão recrutando postam o maior número de vagas e realizam mais filtragens de candidatos nos mesmos dias - no início da semana útil, segundas e terças. Portanto, há um movimento semelhante em ambas as partes, de quem procura emprego e de quem busca candidatos a vagas.

A especialista em recursos humanos na Vagas.com Luciana Calegari explica que, por mais que não exista uma regra escrita por parte das equipes de recrutamento e seleção, há uma prática em organizar postagens de postos de trabalho no começo da semana, porque isso facilita a programação das empresas quanto a burocracias e procedimentos. “O RH começa a semana organizando. Publica a vaga, busca pelos candidatos e se organiza para fazer as entrevistas. No restante da semana, faz entrevistas, com gestores, por exemplo, e dá retornos para os postulantes”, fala.

De acordo com os dados da Vagas.com, o dia com o maior volume de postos divulgados é terça, com 20,7%, seguido de segunda, 20,3%, e quarta, 19,9%. Quinta e sexta têm quantidades um pouco menores: 18,6% e 18,9%, respectivamente.

Possibilidade de trabalhar de casa virou quase um pré-requisito para profissionais continuarem nas companhias ou aceitarem uma nova vaga

O mesmo vale para a filtragem de candidatos, quando as empresas começam a selecionar quem mais tem aderência à posição divulgada. Às segundas, o volume de abertura de currículos é 23,7%, seguida de terça, 22,1%, e quarta, 19,6%. Quinta e sexta também apresentam quedas nas quantidades: 17,9% e 14,8%, respectivamente. Para o levantamento, foram consideradas vagas disponíveis e currículos abertos entre 1 de janeiro e 15 de julho de 2022, com mais de 74 mil posições publicadas e 3, 8 milhões de currículos conferidos pelas companhias.

Nesse cenário, a especialista da Vagas.com conclui que a janela entre segunda e quarta é a ideal, caso o candidato precise separar um tempo mais limitado para pesquisar oportunidades. Mas isso não quer dizer que o resto da semana seja “inútil” para a procura de emprego. O melhor, explica Luciana, é tentar manter uma procura contínua. “Buscar uma nova oportunidade é um trabalho. Precisa organização e dedicação para isso. Separa um período para se concentrar na procura e se candidate para posições que tem mais aderência”, diz.

Normalmente, segundo Luciana, as empresas esperam, pelo menos, uma semana para começar a filtrar currículos de uma vaga postada. É claro que as pessoas que se candidataram logo no início da abertura, se atenderem às necessidades do empregador, em termos técnicos e de perfil, terão vantagem. Mas isso está longe de significar que candidatos que enviaram currículos mais tarde, por exemplo, não têm chance de contratação. “A filtragem é feita em termos de critérios da vaga. Se a pessoa vir que uma posição está aberta há 20 dias, pode se candidatar, não tem problema. Às vezes, os anteriores não foram bem na entrevista, por exemplo.”

Em casos mais urgentes, a professora de MBA da FGV Neiva Coelho Marostica comenta que uma companhia pode abrir um processo seletivo durante uma sexta-feira, para fechar tudo até segunda da semana seguinte. Por conta disso, o ideal é não parar de acompanhar o mercado. “Pode aparecer. Se ficar seguindo o que acontece no setor, estará mais próximo de atingir algo profissionalmente. E não é sorte, é pesquisa continuada.”

Vale procurar emprego aos finais de semana?

Na plataforma Vagas.com, os menores volumes, tanto em postagens de vagas quanto filtragens de candidatos, são aos finais de semana: cerca de 1,7% para postagens e 1,9% para filtragens. Mas é preciso fazer uma distinção por aqui: não é porque o volume é muito menor que a procura pode ser dispensada. “Apesar de grande parte das vagas serem postadas no início da semana, há número representativo em outros dias. Além disso, como o RH vai abrir currículos entre segunda e terça, uma candidatura aos finais de semana pode ser interessante, sim, para entrar na fila da filtragem”, ressalta Luciana, da Vagas.com.

Assertividade na busca por emprego

Tão importante quanto o período da busca por vagas - ou até mais - é a assertividade na procura, ou seja, não perder tempo com cenários que possam não ser produtivos.

Luciana, da Vagas.com, comenta que existe uma quantidade considerável de pessoas que se candidatam a cargos sem aderência, ou seja, profissionais que não atendem às demandas necessárias para o trabalho. Isso faz com que os tempos do candidato e do próprio recrutador sejam “desperdiçados”. Ela complementa que a ansiedade para se conseguir um emprego é grande, mas o melhor é otimizar o tempo com as vagas que têm a ver com o próprio perfil. “Deixa o CV pronto, mas ajusta para as palavras-chave que a vaga pede.”

Além disso, o networking, ou seja, ter uma boa rede de contatos, é essencial. O professor de liderança e gestão de pessoas no Insper Edvalter Holz fala que o profissional precisa saber se antecipar a uma possível vaga, para melhorar a possibilidade de empregabilidade. Segundo ele, quem fica preocupado apenas com o momento em que vai buscar a vaga, sem se atentar a outros fatores, pode ficar para trás. “Tenho de fazer com que a informação chegue até mim.”

5 dicas para conseguir um emprego rápido
A gerente Regional da empresa de recrutamento Randstad Brasil, Mônica Souza, lista abaixo algumas recomendações para quem tem pressa em conseguir um novo emprego:

1) Currículo
- Preparar um bom currículo é o primeiro passo para conseguir um emprego mais rápido, seja para mudar de trabalho ou retornar ao mercado.

- É importante lembrar que o currículo nada mais é do que um documento que deve mostrar sua experiência profissional, incluindo cursos e atividades que podem fazer a diferença no seu desempenho como colaborador.

- O foco deve ser a objetividade, com textos curtos e claros, além de ter visual limpo e organizado. Fique atento aos possíveis erros de digitação ou ortográficos. Revise muito bem (dica extra: pedir para alguém ler pode ajudar).

- Escolha algumas habilidades para destacar. Procure deixar clara a sua vivência e trajetória profissional, conhecimentos técnicos e habilidades que você tem e que têm relação com a vaga.

- Conheça a empresa, seus produtos, serviços e cultura. Estude a empresa e a vaga. E tente adaptar seu currículo para cada oportunidade.

2) Rede social
- Tenha um perfil atrativo no LinkedIn. Além de ter seus dados atualizados com foto, imagem de capa, trajetória profissional, experiências e formação acadêmica, o candidato deve ser ativo na rede e utilizar os atalhos oferecidos.

- Faça publicações e interaja em posts

- Siga empresas e adicione profissionais de RH

- Ligue o alerta de vagas e adicione os recrutadores responsáveis por essas vagas. Caso tenha abertura, se apresente.

3) Contatos
- Retome seus contatos, amplie seu networking. Reativar sua rede de relacionamentos pode ser o caminho mais curto para conseguir um emprego rápido. Ex-colegas e ex-chefes são indicações que podem pesar positivamente na hora de buscar uma nova oportunidade. Entenda com eles como está o mercado, quais são as novidades da área, quais empresas estão contratando e se podem ajudá-lo na conexão com novas pessoas.

4) Sites e plataformas

- Fique atento aos portais especializados de vagas. Para quem está com mais pressa, a dica é ficar sempre de olho nos melhores sites de emprego e não esperar somente para receber e-mails de alerta ou qualquer outra notificação.

5) Estratégia
- Trabalhos temporários podem ser uma chance mais rápida de conseguir um emprego. Além de conseguir a desejada recolocação, o talento atualiza suas competências de acordo com as demandas do mercado, amplia seu networking e tem a chance de mostrar seus potenciais, e até buscar uma efetivação. (Fonte: Estadão(

Notícias Feeb/PR

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS