HORÁRIO DE ATENDIMENTO SEG À SEX:
DAS 9H ÀS 17H
Sindicato dos Bancários de Paranaguá

Bancos públicos devem financiar R$ 1,7 tri em programas da União 

20/11/2023
/
401 Visualizações


A Caixa será a maior financiadora para os programas do governo, com um crédito total de R$ 572,4 bilhões, sendo a maior parcela (R$ 149,3 bilhões) já em 2024. Montante é destinado a iniciativas do Plano Plurianual 2024-2027; 90,4% desse total serão empregados em 5 programas

O Ministério do Planejamento e Orçamento informou nesta 6ª feira (17.nov.2023) que os 5 bancos públicos federais –Caixa, Banco do Brasil, BNDES, BNB e Basa– vão injetar R$ 1,7 trilhão em crédito para o financiamento de programas da União nos 4 anos de vigência do PPA (Plano Plurianual) 2024-2027.

O PPA é o principal instrumento de planejamento orçamentário de médio prazo do Executivo. O documento define diretrizes, objetivos e metas da administração pública federal, contemplando as despesas de capital e outras delas decorrentes. Leia a íntegra do projeto do PPA 2024-2027 (PDF – 7 MB).

A Caixa será a maior financiadora para os programas do governo. O banco irá liberar um crédito total de R$ 572,4 bilhões, sendo a maior parcela (R$ 149,3 bilhões) já em 2024. O Banco do Brasil disponibilizou um montante de R$ 519,5 bilhões até 2027.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) irá financiar R$ 307,8 bilhões no período, enquanto o BNB (Banco do Nordeste) liberará um crédito de R$ 224,7 bilhões e o Basa (Banco da Amazônia) contribuirá com R$ 73,2 bilhões.

Valor previsto para o crédito dos bancos públicos federais no PPA 2024-2027

Do valor de R$ 1,7 trilhão, R$ 1,5 trilhão serão aplicados em 5 categorias de programas. São elas: 
  • Moradia digna; 
  • Agropecuária sustentável; 
  • Neoindustrialização, ambiente de negócios e participação econômica internacional; 
  • Agricultura familiar; 
  • Desenvolvimento regional e ordenamento territorial
Programas do PPA 2024-2027 que receberão os maiores valores de crédito dos bancos públicos federais

Investimentos da Caixa para o PPA 2024-2027:
  • Financiamento habitacional – R$ 272 bilhões; 
  • Financiamento imobiliário habitacional e subvenção econômica – R$ 256 bilhões; 
  • Saneamento básico – R$ 18,3 bilhões; 
  • Mobilidade urbana – R$ 12 bilhões; 
  • Fundo socioambiental – R$ 227 milhões
Investimentos do Banco do Brasil para o PPA 2024-2027:
  • Agricultura de baixa emissão de carbono, agricultura empresarial e Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) – R$ 355 bilhões; 
  • Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) – R$ 91 bilhões; 
  • Capital de giro vinculado ao Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) – R$ 32 bilhões
  • Financiamento de cadeias produtivas priorizadas pela política de desenvolvimento territorial do Banco do Brasil – R$ 17 bilhões
Investimentos do BNDES para o PPA 2024-2027:
  • Crédito para o MPMEs (Micro, Pequenas e Médias Empresas) – R$ 139 bilhões; 
  • Apoio ao setor de energia elétrica – R$ 60 bilhões;  
  • Mobilidade urbana – R$ 21,9 bilhões; 
  • Apoio à exportação – R$ 21,1 bilhões; 
  • Saneamento básico – R$ 16,4 bilhões; 
  • Apoio a ferrovias – R$ 7,7 bilhões; 
  • Apoio a proteção e recuperação da biodiversidade e ao desenvolvimento da bioeconomia – R$ 3 bilhões 
Investimentos do BNB para o PPA 2024-2027:
  • Concessão de financiamento em 1º piso buscando atender diretamente os micronegócios – R$ 66,3 bilhões; 
  • Concessão de crédito aos produtores rurais – R$ 49,1 bilhões; 
  • Financiamento ao comércio e serviços – R$ 30,3 bilhões
Investimentos do Basa para o PPA 2024-2027:
  • Crédito para promoção do desenvolvimento regional e territorial – R$ 45,3 bilhões 
  • Crédito para os pequenos portes da Região Norte – R$ 23,1 bilhões 
  • Crédito para mulheres empreendedoras – R$ 4,1 bilhões. 
O montante de R$ 1,7 trilhão em crédito de bancos públicos federais para esses tipos de  financiamentos do PPA 2024-2027 faz parte do total de R$ 3,9 trilhões em recursos financeiros que não constam do Orçamento Geral da União. Eles são chamados de recursos não orçamentários. Esse grupo também inclui subsídios tributários e creditícios (Fonte: Poder360)

Notícias FEEB PR

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS